PARA AJUSTAR A TELA SEGURE "Ctrl" E DÊ UM TOQUE NA TECLA MENOS "-"

Feira mundial 'Comic Con' deve atrair mais de cem mil pessoas em SP

Evento reúne fãs das revistas em quadrinhos e sagas cinematográficas. Muitos aproveitam para experimentar o gostinho de se passar pelos ídolos.

Uma feira mundial deve atrair mais de cem mil pessoas em São Paulo. Já tem até a fila na porta. A cidade está, digamos, bem protegida e animada. Essa feira é a Comic Con, evento que reúne os fãs das revistas em quadrinhos e sagas cinematográficas. E é nesse evento que boa parte desses fãs faz o chamado 'cosplay', ou seja, aproveita para experimentar o gostinho de se passar pelo seu ídolo por alguns dias.

Por alguns dias, algumas pessoas deixaram de lado o trabalho, o estudo e a verdadeira identidade.

Que lugar melhor para exercitar essa capacidade de enxergar o mundo diferente, do que na Comic Con? É o segundo ano que esse superevento de cultura pop invade o Brasil.
Ninguém sabe dizer onde esses fãs estavam escondidos. Mas eles apareceram e aos milhares.

Foi um teste de resistência para conseguir entrar. E na feira não é diferente. Este ano, nos quatro dias são esperadas 120 mil pessoas.

Todo mundo quer ficar por dentro das novidades. E lá tem camisetas, quadrinhos virtuais, bonecos feitos com impressora 3D. Já o Homem-Formiga mandou fazer a roupa, mas o capacete foi por conta dele.

“Deve ser porque a gente se identifica, alguns ideais, ou alguma coisa que a gente queria ser na vida e não pode ser. A gente finge e hoje vem para fingir que é”, relata o jovem.

E está pensando que é fácil a vida de um super-herói? Não é não. Tem que enfrentar o calor com um monte de roupa. E também é preciso paciência. A maquiagem da Natália Martins levou mais de três horas.

“O gostoso é você sentir o personagem que você esta fazendo, entrar no que ele é”, diz a estudante. E quem fez tudo foi a mãe dela, que virou maquiadora oficial da caveira mexicana. Dona Silvana Aparecida já está famosa por lá.

“Conheço a maioria de todos os cosplays, quando eu chego: ‘A tia do cosplay chegou’. Então, fiquei conhecida por causa disso”, diz a mãe de Natália.

Um exército de nerds, como eles próprios dizem. O grupo de fãs do filme “Mad Max”, assumiu os personagens. Vão passar todos os dias da feita com outra identidade, outra cara, outra voz.

No ano passado, o evento reuniu nada menos que 97 mil pessoas.
Compartilhar no G+

Por Mundo MS Inc.

Um Mundo de informações a 1 Click.

Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica.